Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Como programação do Plano Municipal Intersetorial de Combate às Arboviroses para o ano de 2018, as secretarias de Saúde, de Educação, de Meio Ambiente e de Infraestrutura de Várzea Alegre desenvolveram nesta manhã de terça-feira, 27, Mutirão contra às Arboviroses no bairro Grossos, com a participação de diretores, professores, funcionários e alunos da Escola Municipal Maria Anésia Ferreira de Lima, dos Agentes de Saúde e dos Agentes de Endemias e dos membros da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Várzea Alegre.

O secretário de Saúde, Ivo Leal, disse que em 2017, o Plano Municipal de combate às Arboviroses, funcionou muito bem. “Em 2017, a Secretaria de Saúde em parceria com as demais secretarias do governo, realizou os mutirões de combate às arboviroses no município de Várzea Alegre trazendo resultados satisfatórios e uma melhor qualidade de vida à população”, disse.

Ivo informou que neste ano de 2018 será realizado trabalho semelhante ao de 2017. “Nós já publicamos o Plano Municipal Intersetorial de Combate às Arboviroses e iniciamos a campanha, a luta contra o mosquito no bairro Grossos”, falou.

Objetivo, destaca Ivo Leal, é mobilizar e conscientizar a população sobre os riscos trazidos pelo aedes aegypti que transmite a dengue, zika e chikungunya, e assim a comunidade, junta ao governo, realizar combate eficiente a esse problema.

No bairro, a ação passa por telamento de caixas, distribuição de panfletos com mensagens de conscientização e de orientações sobre dengue, zika e chikungunya e recolhimento de lixo com apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Lisiana Costa Bitu, diretora da Escola Maria Anésia, disse que desde o início de março a escola vem trabalhando com a comunidade e com os parceiros – secretarias de Saúde, de Meio Ambiente, de Infraestrutura, agentes de Endemias e de Saúde, Associação de Catadores de Materiais Recicláveis, professores, alunos e a comunidade, ações de combate às arboviroses. Hoje, segundo Lisiana Bitu, foi dia de reunir todas essas forças para o mutirão do bairro.

Controle

Este ano, segundo o Boletim Epidemiológico da dengue, zika e chikungunya, publicado pela Secretaria de Saúde do Ceará, na terça-feira, 27 de fevereiro, Várzea Alegre registra 5 casos de dengue notificados com 2 casos confirmados, 4 casos notificados para chikungunya e nenhum confirmado e não há registros de casos de zika. Estes números correspondem ao primeiro bimestre de 2018.

Com informação da A.I

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp