Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Operador Nacional do Sistema (ONS) detectou falha humana durante a investigação do apagão ocorrido em março, que atingiu principalmente as regiões Norte e Nordeste do Brasil. De acordo com o diretor geral do órgão, houve erro na instalação do disjuntor, que não deveria “abrir”, ou seja, deixar de conduzir energia.

Um relatório sobre a ocorrência será entregue à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 15 dias, que será a responsável por notificar as empresas envolvidas, Eletrobras e State Grid, sócias da Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE), para mais explicações e eventuais multas. A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) também poderá ser notificada depois de o ONS ter identificado também falha na operação da usina de Paulo Afonso durante a ocorrência.

Durante o apagão, 98% das linhas de transmissão do Nordeste saíram de operação e 86% do Norte. No Sudeste os apagões ocorridos por falta de carga foram pontuais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp