Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

No Bate-Papo político desta quinta-feira (29), os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida comentaram os resultados da pesquisa eleitoral para prefeito de Fortaleza, realizada pelo Instituto Datafolha e divulgada na noite desta quarta. Os números mostram crescimento do candidato do PDT, José Sarto, que ultrapassou Luizianne Lins e assumiu a segunda posição. Enquanto o candidato do PROS, Capitão Wagner, se manteve na primeira posição com boa vantagem sobre os demais colocados.

Inicialmente, Beto Almeida destaca a importância dessa pesquisa pelo fato de ser possível a realização de um comparativo com a pesquisa feita há duas semanas atrás. Ele pontua que o levantamento mais recente foi feito após o retorno de José Sarto às atividades de campanha nas ruas após a recuperação da Covid-19. O jornalista ressalta que o governador Camilo foi pra cima do candidato do PROS com fortes críticas, atribuindo a este a liderança do motim dos policiais militares no começo do ano. Ao passo que o atual prefeito Roberto Cláudio iniciou críticas mais incisivas contra a ex-prefeita Luizianne Lins.

“Houve uma mudança de tom muito significativo na campanha, principalmente nos ataques desferidos pelo candidato, pela chapa da situação, representada pelo José Sarto em cima dos adversários. A pergunta que se questionava é: será que essa pesquisa ela retrata exatamente o momento, ela vai trazer algum indicativo de que esses ataques estão dando resultado ou deram resultado?…A sinalização é no sentido de que, a medida em que a campanha vai se aproximando, esses ataques podem se tornar ainda mais frequentes, porque mostrou nesta relação aqui captada pelo Datafolha, que algo aconteceu e que movimentou os candidatos”

Luzenor afirma que: “a ofensiva adotada pelo PDT contra a Luizianne Lins e contra o Capitão Wagner deu sim resultado e esse resultado está se refletindo nessa pesquisa do Instituto Datafolha O PDT foi mais duro, mais áspero nas criticas ao Capitão Wagner, principalmente quando cita com ligações diretas com os motins da policia militar no início desse ano e como consequência o aumento da criminalidade. Essa é a leitura exposta nas mensagens que veiculadas pela propaganda no rádio, na televisão e pelas redes sociais, capitaneadas pelo PDT”

“Talvez seja precoce falar em um quadro de maior definição, de mais clareza, mesmo porque embora tenhamos uma campanha curta, mas é uma campanha muito acelerada, que os eventos podem redefinir posições nas pesquisas de opiniões públicas e na preferência dos eleitores e entre uma e outra pesquisa do Instituto Datafolha nós temos ai o efeito da campanha como citado por você (Beto Almeida) nessa nova estratégia do PDT na ofensiva contra os adversário”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp