Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O presidente Jair Bolsonaro participa da solenidade de assinatura dos decretos do Auxílio Gás e do Programa Alimenta Brasil, no Palácio do Planalto

Uma nova crise de refluxo gástrico, com desconforto abdominal, levou o presidente Jair Bolsonaro (PL) a passara a noite e madrugada no Hospital Forças Armadas (HFA). Bolsonaro foi liberado na manhã desta terça-feira. Após as queixas de dores, Bolsonaro foi atendido por uma equipe médica do Palácio do Planalto e, em seguida encaminhado para o HFA, onde passou por uma bateria de exames.


A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto não emitiu nota sobre as condições de saúde do presidente, nem qual problema levou o Chefe da Nação a ser internado. Bolsonaro estava sendo aguardado para a cerimônia de filiação dos Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Família, Mulher e Direitos Humanos) ao Republicanos, mas, devido ao mal-estar, não compareceu.
Essa não é a primeira vez que o desconforto abdominal leva Bolsonaro à internação hospital. Em janeiro, ele ficou dois dias internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo, devido a uma obstrução no intestino.

Na ocasião, o médico que acompanha o presidente desde 2018, Antônio Luiz Macedo, disse que o problema tinha sido provocado por um camarão não mastigado corretamente. Desta vez, assessores palacianos afirmaram que Bolsonaro consumiu camarão novamente, há cerca de dois dias. Os problemas podem estar, também, relacionados a sequelas que o Chefe da Nação sofreu em 2018.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp