Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As lideranças estaduais do PSDB e do DEM se reuniram, duas vezes, nas últimas 24 horas, e acertaram marchar unidas no primeiro turno da eleição à Prefeitura de Fortaleza. De um lado, está o senador Tasso Jereissati e do outro o presidente da executiva regional do DEM, Chiquinho Feitosa. O segundo encontro aconteceu no final da tarde e início da noite desta quinta-feira.

O cenário é adverso para o pré-candidato do PSDB à Prefeitura, Carlos Matos, que, mesmo com avaliações abaixo da expectativa, se mantém pré-candidato. Carlos ouviu ponderações para reavaliar a candidatura, mas, até esse momento, não fala em renúncia e acha que pode crescer no decorrer da campanha.

Um dos baques que o tucano sofreu foi com a decisão do grupo do deputado federal Roberto Pessoa (PSDB) ignorá-lo como pré-candidato e assumir apoio ao Capitão Wagner, do PROS. O gesto de Roberto fragilizou Carlos Matos que viu, meses depois, a mesma decisão sendo adotada por outro tucano: o suplente Danilo Forte, que assumiu a vaga na Câmara com a licença de Roberto Pessoa, também, se engajou à mobilização para fortalecer a pré-candidatura do Capitão.

O DEM não faz pressão para que o PSDB retire o nome de Carlos Matos, mas faz observações sobre a importância das duas siglas estarem abraçadas no primeiro turno. Com informações do cearaagora, para o Jornal Alerta Geral, Sátiro Sales.

Até o final da tarde desta quinta-feira, antes da segunda rodada de conversa, há uma convicção: o PSDB e o DEM estarão juntos logo no primeiro turno, disse um ex-militante do DEM que mantém relações cordiais com os tucanos e torce para os dois partidos desembarcarem no palanque do PDT na corrida pela sucessão do prefeito Roberto Cláudio.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp