Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Apesar de a balança comercial do Ceará registrar déficit de US$ 46,6 milhões em julho, o volume de exportações bateu recorde no mês passado, com crescimento de 15,8% em relação a junho. No mês passado, as vendas ao exterior totalizaram US$ 162,9 milhões, e Us$ 140,6 milhões em junho. Os dados são do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Já as importações cresceram 19%, quando as compras do exterior registraram US$ 209,5 milhões em julho e US$ 176 milhões em junho.

Em 2017, apesar do aumento das vendas do Ceará para o exterior em razão da Companhia Siderúrgica do Pecém, o Estado acumula déficit de US$ 189,2 milhões. De janeiro ao julho deste ano, foram contabilizados US$ 1,1 bilhão em produtos exportados e US$ 1,3 bilhão em mercadorias importadas.

De acordo com a gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, Karina Frota, apesar do déficit de julho, houve aumento expressivo nas exportações. Em julho deste ano, os cinco países para os quais o Ceará vendeu mais foram Estados Unidos, México, Portugal, Canadá e Argentina.