Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Câmara dos Deputados acabou barrando a denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB). Já na votação da bancada do Rio de Janeiro, o total de votantes a favor do presidente já totalizava mais de 170 votos impedindo assim que a oposição alcançasse os 342 votos necessários para que o processo contra o presidente continuasse no Supremo Tribunal Federal (STF).

A votação ainda não chegou ao fim, mas a decisão já ocorreu com o voto do deputado Aureo (SD-RJ), que se manifestou contra a denúncia. Sem os 342 votos necessários para sua continuidade no Supremo Tribunal Federal (STF), o processo ficará parado até que Temer deixe a Presidência.

No total, 15 partidos (PMDB, PP, PR, PSD, DEM, PTB, PRB, PSC, Pros, SD, PEN, Pode, PTdoB, PSL e PRP) orientaram o voto sim, de acordo com o parecer do deputado Abi-Ackel, enquanto dez partidos (PT, PSDB, PSB, PDT, PCdoB, PPS, PHS, Rede, Psol e PMB) orientaram o não, favorável à continuidade do processo contra o presidente. Apenas o PV liberou a bancada para que cada deputado decida individualmente. Ao todo, registraram presença no plenário 404 deputados. Cada deputado teve 15 segundos para votar.