Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Novas recomendações foram feitas pelo Ministério Público do Ceará para evitar aglomeração em locais que continuam funcionando com serviços essenciais em Juazeiro do Norte, e assim evitar o risco de contaminação pelo novo coronavírus. O órgão se reuniu com gerentes de agências bancárias e casas lotéricas para discutir ações que diminuam a aglomeração de pessoas no entorno desses estabelecimentos. Segundo o Ministério Público outra audiência, desta vez com proprietários de supermercados, mercadinhos e farmácias, acontecerá posteriormente.  No último dia 23 de março, o Ministério já havia dirigido recomendação para contratar fiscais que atuem nas ruas e no entorno de bancos, hotéis, pousadas, ranchos e motéis, e diminuir os riscos de proliferação do vírus. Foi dado prazo de 10 dias para que o município se manifestasse formalmente.

Durante a audiência, a promotora de Justiça da Comarca de Juazeiro do Norte Efigênia Coelho Cruz, representante do Ministério Público, também solicitou a nomeação de fiscais da Unidade Descentralizada do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor de Juazeiro do Norte. 

Além disso, requisitou à Secretaria Municipal de Meio Ambiente a apresentação, no prazo de dez dias, de medidas formais sobre a continuidade da coleta de resíduos sólidos no município. E cobrou a comprovação de que colaboradores e funcionários estão munidos de equipamentos de proteção contra a contaminação pela Covid-19. Como também a apresentação do plano de contingência para evitar a contaminação dos trabalhadores que atuam no serviço de coleta. 

(*)com informação do MPCE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp