Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na época em que a incidência de chuvas é mais esperada, a partir de fevereiro, os cuidados para evitar o contato com a lama devem ser lembrados na prevenção da Leptospirose, doença causada pela bactéria Leptospira, que está presente na urina dos roedores. No ano passado, 32 pessoas adquiriram a doença, segundo análise de amostras do Laboratório Central de Saúde Pública.

De acordo com o último boletim de notificação compulsória divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado, referente a semana epidemiológica 52, foram confirmados dois óbitos no município de Fortaleza em 2017. Alguns sintomas se assemelham aos da gripe, como febre, dor de cabeça e dores pelo corpo.

Uma coloração amarelada na pele e nas mucosas estão entre os primeiros sintomas, aparecendo de um a 30 dias depois do contato com a água contaminada. Manter o ambiente sempre limpo e manusear o lixo com proteção estão entre as recomendações necessárias na prevenção contra a doença. Ao primeiro sintoma, a recomendação é procurar a unidade de saúde mais próxima.