Categorias
Bate-Papo político Destaque3

Bate-Papo: “Promete ter uma votação rápida”, declara Beto Almeida sofre reforma no Senado

A Câmara Federal concluiu na noite dessa quarta-feira (7) a aprovação em 2º turno da reforma Previdenciária, a partir de agora o texto segue para Senado. No último dia de votação do segundo turno os deputados presentes rejeitaram todos os oito destaques para alteração do texto – base da reforma.

O tema foi comentado pelos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida no Bate-Papo político do Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior + Redes Sociais) desta quinta-feira (8).

Beto considera que a aprovação da reforma na Câmara dos Deputados foi uma vitória inédita diante da polêmica sobre o assunto. Sobre os próximos passos para a aprovação da reforma no Senado, o jornalista afirma que “essa tramitação segue agora para o Senado e promete ter uma votação rápida, fora a PEC paralela que se pretende trabalhar ainda a inclusão de estados e municípios”.

Entre as mudanças propostas pelos deputados estava a tentativa de exclusão do dispositivo da reforma previdenciária que abre a possibilidade de pagamento da pensão por morte ficar inferior ao valor de um salário mínimo. Beto ressalta que a preocupação da oposição era que, por não haver garantia do benefício no texto da constituição, pudessem ocorrer alterações no texto posteriormente.

Luzenor destaca que o resultado da votação deixou os aliados do Governo Federal satisfeitos. Segundo o jornalista, o Governo considera a reforma um dos principais avanços na economia  para que o país volte a gerar empregos.  “O discurso é que com menos custos para a previdência social o Brasil despertará o interesse de investidores do exterior e ai a economia pode andar”, afirma Luzenor.

Medo da Vacinação

No Bate Papo, Beto Almeida também comentou sobre a pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde durante a campanha de vacinação deste ano contra a influenza, que aponta fatores que explicam a dificuldade de atingir as metas de vacinação de crianças e gestantes contra a gripe.

O medo de possíveis efeitos da vacina é apontado como um fator de dificuldade para a cobertura da vacinação para mais de 77% dos 198 municípios ouvidos pela pesquisa. Outros itens foram apontados, como: a percepção equivocada de que a vacina não protege (72%) e a influência de informações falsas (51%), as chamadas “fake news”. Os puderam apontar mais de um item na pesquisa.

Beto comenta que a transmissão de notícias com informações falsas encaminhadas pela internet com relatos sobre efeitos das vacinas, disseminou o terror entre as pessoas, que não detinham as informações verdadeiras.  Para o jornalista a pesquisa “mostrou claramente o quanto é prejudicial a desinformação”.

Para realizar a pesquisa, o Ministério mapeou cidades que apresentavam índice de cobertura para esses grupos aós a data prevista para o fim da campanha, que tinha como meta nacional chegar a 90% de imunização no país no grupo prioritário.

Categorias
Política Estadual

Cinco matérias iniciam tramitação na Assembleia nesta quarta-feira

Com a leitura do expediente da sessão plenária desta quarta-feira (07/08), iniciaram tramitação na Assembleia Legislativa cinco matérias, sendo dois projetos do Poder Executivo e três de autoria parlamentar. O projeto de lei complementar n° 19/19, do Executivo, altera dispositivo da Lei Complementar n° 37, de 26 de novembro de 2003, que institui o Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Também de autoria do Governo do Estado, o projeto de lei n° 67/19 denomina Francisco Ivens de Sá Dias Branco o Complexo de Policiamento de Choque (CPChoque), no município de Fortaleza.

De autoria do deputado Renato Roseno (Psol), o projeto de lei 431/19 altera a Lei n.° 13.230, de 27 de junho de 2002, e propõe a criação, nas escolas da rede pública e nas escolas privadas do estado do Ceará, de comissões de proteção e prevenção à violência contra a criança e o adolescente, entre outros pontos.

432/19, do deputado Marcos Sobreira (PDT), disciplina a promoção, o fomento e o incentivo do audiovisual no âmbito do Estado.

O deputado Agenor Neto (MDB) é autor do projeto de indicação 264/19 que trata da criação do serviço Disque Emprego no âmbito do Estado.

Após a  leitura no Plenário, as matérias seguem para a análise da Procuradoria da AL. Em seguida, para a apreciação das comissões técnicas da Casa. Se aprovadas, serão encaminhadas para votação no Plenário. No caso de projeto de indicação, por se tratar de sugestão, cabe ao Governo, se acatar, enviar a proposta em forma de mensagem para a apreciação da Casa.
LA/AT

** Informações da Assessoria da Assembleia Legislativa

Categorias
Política Destaque2

Governo trabalha para encaminhar reforma ao Senado até o fim de semana

A Câmara dos Deputados deve votar, a partir desta terça-feira, em segundo turno, a proposta de reforma da Previdência (PEC6/2019). O texto estabelece novas regras para que o trabalhador possa se aposentar.

As expectativas do governo são de que o texto seja concluído até a próxima quarta-feira, no entanto, a oposição trabalha para frustrar os objetivos da base governista e já prepara vários destaques a fim de desidratar o projeto, retirando pontos do texto

Semelhantemente ao primeiro turno, a proposta precisa do voto favorável de no mínimo 308 deputados para ser aprovada. Liderança do governo, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, espera que a reforma esteja no Senado até o fim de semana. Sob a condução a presidente da casa Davi Alcolumbre, a proposta será analisada apenas pela Comissão de Constituição e Justiça e pelo Plenário. Para a aprovação, são necessários 3/5 dos votos (49) em cada turno

Ontem, a Câmara Federal cancelou a sessão que deveria contar como prazo para a votação. Eram necessários 51 deputados na Casa, mas 45 registraram presença. Uma nova sessão foi convocada para esta terça-feira, às 9h.