Categorias
Cotidiano

Trecho da BR-116 terá bloqueio temporário no viaduto da Alberto Craveiro a partir desta quarta

Em decorrência das obras de duplicação do viaduto existente sobre a a BR-116, um trecho da rodovia será temporariamente bloqueado a partir desta quarta-feira, 25, para instalação das vigas do viaduto da avenida Alberto Craveiro.

As obras são de responsabilidade da Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), terão duração de 12 horas e têm conclusão prevista na próxima segunda-feira (30). A expectativa é de que a obra traga mais fluidez ao local, permitindo ligação a pontos importantes da cidade.

No local está sendo construído um novo viaduto, ampliando o sistema viário do equipamento já existente que, atualmente, possui quatro faixas de tráfego, com duas faixas por sentido. Com as obras, o viaduto passará a contar com oito faixas de tráfego, sendo quatro por sentido, além de ciclofaixa bidirecional e nova iluminação.

A PRF solicita aos motoristas que trafegam pela região que diminuam a velocidade nas proximidades do local para evitar acidentes.

Categorias
Política Estadual Destaque2

“Não adianta fazer discurso otimista”, afirma Beto Almeida sobre obras do Cinturão das Águas

O impasse no envio de recursos do governo federal para o estado do Ceará a fim de viabilizar o prosseguimento das obras do Cinturão das Águas tornou-se preocupação para os deputados cearenses. O tema entrou na pauta do Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior + Redes Sociais do Ceará Agora) desta sexta-feira (09).

Recentemente, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, garantiu que as águas do Eixo Norte da Transposição começarão a ser bombeadas até o reservatório de Jati, no Ceará, no dia 30 deste mês. Dentro do Bate-Papo o jornalista Beto Almeida pontua que esse anúncio do ministro cria falsas expectativas:

“Não adianta fazer esse discurso otimista, porque não chega. Se começar no dia 30 de agosto, daqui que esteja em total capacidade de fazer a transmissão das águas, isso é pra 2020. O governo deixa subliminarmente que “começou o bombeamento, em pouco tempo a água vai estar aqui”, e não é assim. 

No plenário da Assembleia Legislativa, o presidente da Comissão Especial que acompanha o andamento das obras, deputado Guilherme Landim (PDT), afirmou que o processo deve ser demorado, pois passa primeiro pelo enchimento das barragens para em seguida chegar a Jati por volta de fevereiro e depois no Cinturão das Águas no mês de abril, “se tudo ocorrer com perfeição”, pontua o parlamentar.

Para o jornalista Luzenor de Oliveira, é preciso que os deputados se mobilizem em conjunto e apresentem suas demandas, mostrando a realidade dos municípios para o Ministério do Desenvolvimento Regional. Ele destaca que ações isoladas, como o deputado Heitor Freire ter se reunido a parte com o ministro Gustavo Canuto, não expõem de fato a necessidade.

Atualmente, 98% das obras do CAC estão concluídas, faltando apenas a finalização do “trecho emergencial” – que levará as águas da Transposição para reservatórios do interior e ao Açude Castanhão. O Governo Estadual aguarda R$ 126 milhões da União, valor que não tem previsão para chegar, mas que é imprescindível para que se possa dar prosseguimento as obras.

Categorias
Economia

Atraso em repasses do Minha Casa Minha Vida no Ceará geram prejuízo milionário

O atraso no repasse dos recursos do governo federal para custeio das obras do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) no Ceará tem gerado prejuízos para a continuidade das obras. As dívidas das construtoras locais chegam a quase R$ 60 milhões, afetando 20 mil trabalhadores e, pelo menos, 30 empresas do setor.

Na faixa 1 do programa, onde as unidades são destinadas a famílias com renda de até R$ 1, 8 mil mensais, 90% do valor do imóvel é pago com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), quase 80% do total investido no programa durante o primeiro semestre do ano – R$ 2,09 bilhões de R$ 2,54 bilhões – foram para a faixa 1.

De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE) as obras estão atrasadas e podem ficar mais comprometidas caso o valor de R$ 1 bilhão prometido pela União não seja liberado. Além disso, a partir da próxima semana as construtoras devem diminuir ou totalmente paralisar o ritmo das obras devido a ausência de dinheiro suficiente para pagar os trabalhadores e comprar o material necessário.

Categorias
Cidade Destaque2

Fique de olho nos desvios na CE-060. Instalação de viaduto sobre Anel Viário começa nesta sexta-feira (2)

A partir desta sexta-feira (2), os motoristas que passam pelas obras do Anel Viário, na instalação do viaduto no cruzamento com a CE-060 (Maracanaú), devem ganhar novas rotas. A meta é liberar em 60 dias o tráfego em linha reta no cruzamento (Fortaleza-Pacatuba e Caucaia-Eusébio). A parte do cruzamento será interditado, com fluxo colocado em pista simples e desvios sinalizados pelo Detran.

Desvios

Quem se desloca de Fortaleza para Caucaia ou Pacatuba vindo pela avenida Godofredo Maciel deve dobrar à direita na avenida Edson Magalhães e acessar a avenida de Contorno Oeste. Dali, o motorista que desejar seguir para Caucaia retoma a passagem pelo Anel Viário, já quem vai para o Interior atravessa a rodovia e pega a avenida Parque Norte 2 até a avenida do Contorno para entrar na CE-060.

O condutor que trafega de Pacatuba/Redenção para seguir até a Capital vai pela CE-060 até a rua Coronel Pedro Sampaio, pegando a Avenida Central da Pajuçara, depois um curto trecho do Anel Viário para fazer um retorno e em seguida continua na via até entrar na rua Novo Amanhecer. No local, há um semáforo para entrar na avenida Radialista João Ramos e chegar à rota central.

O sentido BR-116/Caucaia e o inverso continuam seguindo pelo Anel Viário. Já quem vai da BR-116 rumo à Maraponga deve dobrar na rua Novo Amanhecer, continuando a rota Pacatuba/Capital. Se o rumo for o Interior, a recomendação é dobrar à esquerda no semáforo com a avenida Parque Norte 1. A rota Caucaia/Maraponga é feita através de retorno no Anel Viário, conforme sinalizado no mapa.

Governo do Estado

(*) Informações do Governo do Estado.

Categorias
Cidade Destaque3

Trecho da Av. Vicente de Castro terá bloqueio parcial a partir desta segunda-feira (29)

Em função das obras de requalificação viária na Avenida Vicente de Castro, a Prefeitura de Fortaleza realizará, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), um bloqueio parcial no trecho compreendido entre a Av. Beira Mar e a Rua Benedito Macêdo a partir da próxima segunda-feira (29).

Os motoristas devem circular na pista contrária (sentido Porto do Mucuripe/Centro), que passará a operar como mão dupla. Não haverá desvio e os agentes darão suporte operacional à intervenção. A avenida também passará a contar com sistema de drenagem, novas calçadas, paisagismo e ciclovia.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), as obras visam facilitar o escoamento da água, melhorar a sensação térmica da via, além de garantir mais acessibilidade com a instalação de piso tátil, rampas e passagens elevadas para pedestre. A intervenção terá duração de cerca de 60 dias.

Outras vias dos Corredores Turísticos

Em paralelo à obra da Av. Vicente de Castro, mais duas vias pertencentes aos Corredores Turísticos também estão recebendo obras de requalificação de passeios, com calçadas padronizadas, piso intertravado, acessibilidade, paisagismo e ciclofaixas, como é o caso das ruas Adolfo Caminha, na Praia de Iracema, e João Moreira, no Centro.

Com duração de aproximadamente oito meses, as obras estão orçadas em R$ 9,8 milhões e têm como objetivo fazer a ligação entre os principais corredores comerciais e turísticos da Cidade, priorizando o pedestre.

*Informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Fortaleza

Categorias
Cidade Destaque3

Trecho da Via Expressa terá novo desvio para obras do VLT

Os motoristas que circulam pela Via Expressa no sentido sertão-praia devem ficar atentos. A partir desta quinta-feira (25) haverá um desvio nas proximidades da Estação Mucuripe do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O desvio tem previsão de durar 30 dias.

As duas faixas da via no sentido sertão-praia serão interditadas. Uma das faixas do sentido oposto da via, praia-sertão, será usado como desvio. A outra faixa continuará com o fluxo normal.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), o bloqueio é necessário para que seja realizado o serviço de drenagem do Riacho Maceió, que está incluída no projeto das obras do VLT no trecho Parangaba-Mucuripe.

As estações Parangaba e Papicu estão operando de forma assistida e o transporte de passageiros está acontecendo sem a cobrança de taxas, de segunda a sábado, das ‪6h‬ às 13 h e ‪de 16h40‬ ‪às 20h‬.

Categorias
Interior Destaque2

Obras do trecho da BR-226, em Crateús, segue com ritmo acelerado

A obra de reconstrução do trecho da BR-226, que liga o distrito de Cruzeta e o município de Crateús, segue em trabalho acelerado. Após quadra chuvosa intensa no Ceará, rodovias federais e estradas que ligam o Interior ficaram danificadas, prejudicando o fluxo de veículos no território cearense. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) busca, então, concluir obras de requalificação o quanto antes.

Na última quarta-feira, a superintendente do DNIT no Ceará, Liris Campelo, em entrevista aos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 na Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais) afirmou que órgão fará, durante os próximos dias, visitas às obras de recuperação. Juntamente com a equipe técnica do órgão e dos responsáveis pelas construtoras, ela quer verificar pessoalmente como está o andamento dos serviços.

No último mês, o DNIT recebeu queixas sobre a qualidade do trabalho e a lentidão na execução das obras, principalmente, da BR-020 e na BR-226. Para dar celeridade ao processo, a superintendente se comprometeu a conferir in loco e adotar as providências necessárias. Liris reafirmou seu compromisso de trabalhar para melhorar as condições de tráfego de todas as rodovias federais que cortam o Estado do Ceará. Acompanhe a entrevista completa.

Categorias
Luzenor de Oliveira Destaque3

‘’BR 116 não será uma nova Bezerra de Menezes’’, afirma Superintendente do DNIT, em entrevista ao Jornal Alerta Geral

A superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) no Ceará, Líris Campelo, em entrevista, nesta quarta-feira (17), ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Internet), disse que não quer que a BR 116, entre os Km Zero e 10, seja transformada em uma nova Bezerra de Menezes, de onde criticou o trânsito travado e engarrafamento constante.

Líris fez a afirmativa ao ser questionada pelo jornalista Beto Almeida sobre a municipalização de um trecho da BR 116, obra solicitada pela Prefeitura de Fortaleza para implantação do BRT Messejana-Centro – um corredor expresso que faz parte do projeto de mobilidade urbana do Município.

A superintendente do DNIT disse, ainda, que tem restrições técnicas ao pedido da Prefeitura porque a intervenção, a exemplo do que foi feito na Avenida Bezerra de Menezes, pode piorar a situação no local. Ela ressaltou, no entanto, que a municipalização desse trecho não é inviável e anunciou que apresentará sugestões à Prefeitura para mudar o projeto e adequá-lo às condições de tráfego.

Obras nas BRs

Entrevista de Líris Campelo no Jornal Alerta Geral (Foto: Redação)

Durante a entrevista ao Jornal Alerta Geral, Líris Campelo fez um balanço das ações para recuperação das BRs após o período chuvoso, destacou que, em alguns trechos, as obras serão mais demoradas e anunciou que estão sendo realizados estudos para duplicação da BR 116, entre Pacajus e Distrito do Boqueirão do Cesário, em Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Acompanhe a íntegra da entrevista com a superintendente do DNIT no Ceará, Líris Campelo, ao Jornal Alerta Geral:

Categorias
Educação Destaque1 Destaque3

Dos 63 grandes projetos que estão suspensos no Estado, 24 são relativos aos investimentos educacionais

Em um país onde a maioria das pessoas acreditam que a solução dos problemas é investir na educação, o Ceará não registra um dado positivo. O Estado possui, ao todo, 24 obras na área da educação que estão paralisadas. O valor é igual a 38%, sendo um total de 63 projetos que foram iniciados mas que, por motivos diversos, jamais chegaram a ser concluídos.

Há escolas de ensino médio em área rural, urbana, salas de aula em instituições que já estão em funcionamento, além de creches, reformas e até mesmo na Universidade Estadual do Ceará (UECE).

No geral, a maior parte dos casos é registrada na RMF (Região Metropolitana de Fortaleza) e também no Cariri (há maior contingente populacional).

Quase todos os projetos são financiados pelo Governo Federal, por meio de convênios com os ministérios.

No ranking de obras milionárias que ainda não foram entregues, estão ainda as de convivência com a seca (14) e de infraestrutura (13), seguidas de cultura (6), turismo (3), esporte (2) e saúde (1).

O levantamento foi feito pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em contratos firmados acima de R$ 1,4 milhão. As obras de maior volume financeiro correspondem às iniciativas previstas para combater a estiagem, como a construção de adutoras, barragens e a conclusão de um dos trechos do Cinturão das Águas.

Categorias
Cidade Ceará Destaque2

Obras de recuperação de 1,73 mil quilômetros de rodovias estão previstas para esta segunda-feira (8)

As atividade do pacote de obras anunciado pelo Governo do Ceará estão previstas para começar nesta segunda-feira (8). Os investimentos para recuperação de estradas danificadas durante o período chuvoso em 2019 foram anunciados na última sexta-feira (5), pelo governador Camilo Santana.

O valor é superior a R$ 219,40 milhões. Ao todo, são 59 trechos de rodovias estaduais, somando uma extensão de pouco mais de 1.731 quilômetros, totalmente reformados e sinalizados dentro do prazo de seis meses.

Durante a cerimônia de assinatura do pacote, o governador afirmou que o Governo vem fazendo uma série de investimentos através do Ceará de Ponta a Ponta, o Programa de Logística e Estradas do Ceará, em recuperação e novas implantações de estradas no Estado inteiro.

No último inverno, muitas estradas foram danificadas, exigindo ação rápida do Executivo para requalificação dos equipamentos. Para Camilo, a ideia é garantir a qualidade das estradas do Ceará para o transporte de pessoas e da produção.

Os 59 trechos atendidos foram identificados pela Superintendência de Obras Públicas (SOP), que levou em consideração as condições de tráfego após a quadra chuvosa. A SOP conta com estrutura no Interior para acompanhar a execução das obras, afirma o Superintendente do órgão, Quintino Vieira.

As obras estão divididas em cinco lotes de rodovias estaduais e serão tocadas por seis empresas:

  • Lote 01 (Região Metropolitana de Fortaleza);
  • Lote 02 (Região de Itapipoca e Sobral);
  • Lote 03 (Região de Iguatu e Crato);
  • Lote 04 (Região de Aracoiaba, Limoeiro do Norte e Quixeramobim);
  • Lote 05 (Região de Santa Quitéria, Crateús e Tauá). Ao todo serão 86 municípios contemplados.

Para o presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Nilson Diniz, o Governo do Ceará age com responsabilidade e compromisso diante das necessidades dos municípios da Grande Fortaleza e Interior.

O orçamento do programa inclui sinalização, pavimentação e revestimento asfáltico. O pacote abrange 28 segmentos de ligação a rodovias federais, trazendo mais facilidade de deslocamento entre diferentes localidades e mais segurança para o transporte de cargas.

(*) Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará